Equipe Qualificada:

 

A escolha do profissional que cuidará de seus dentes  é uma decisão de extrema importância para o sucesso dos tratamentos propostos. Profissionais qualificados conseguem obter os melhores resultados no menor tempo de tratamento. A equipe da Aortho, formada por um corpo clínico especializado e inserido em atividades acadêmicas, participa constantemente de seminários e congressos para oferecer o que há de melhor e mais atual em odontologia. Além disso, ministramos palestras e conferências em cursos de especialização e em congressos em todo o Brasil. Tudo isso para proporcionarmos para você o que há de melhor em odontologia para o cuidado de seu sorriso.

Sobre Nós

A Aortho foi inaugurada em 2000 com o objetivo de proporcionar aos nossos clientes a possibilidade de obter a melhor oclusão possível e também, um belo sorriso. Para isso, estamos sempre nos atualizando sobre o que há de mais moderno na odontologia mundial, sempre com o cuidado de que os tratamentos por nós propostos sejam pautados por evidências científicas. Nossa equipe, formada por profissionais experientes,dedicados e com uma grande vivência clínica, terão o maior prazer em transformar o seu sorriso. Venha nos fazer uma visita.

Material Clínico e Equipamentos:

A qualidade do material utilizado é de extrema importância para os resultados finais de qualquer tratamento. Com esta preocupação, trabalhamos com as melhores marcas de equipamentos e materiais odontológicos do mercado. Alem disso, nossos materiais são descartáveis e todos os instrumentais são lavados, desinfectados, embalados e esterilizados em Autoclave. Temos uma grande preocupação com a biossegurança de nossos pacientes.

Aparelhos Autoligados: 

 

Estes aparelhos ortodônticos fixos, propostos inicialmente em 1935, foram reintroduzidos no mercado com uma maior aceitação pelos ortodontistas a partir de 2005. A grande diferença deste aparelho para os convencionais é o baixo atrito entre o braquete ( aquela peça que é colada ao dente) e o fio ortodôntico devido a não utilização dos elásticos. Neste sistema, o fio é preso ao braquete através de uma tampa de níquel-titânio. Várias vantagens foram atribuídas a este "novo " sistema, porém passado alguns anos de sua utilização e de várias pesquisas, sabe-se que suas principais vantagens são o menor tempo de consulta, ativações com menor desconforto e em alguns casos específicos, a possibilidade de um menor tempo de tratamento. Poderá ser utilizado nas versões em metal ou em cerâmica. 

Aparelhos " Invisíveis": 

Há três tipos de aparelhos considerados invisíveis: os aparelhos ortodônticos fixos de porcelana ou de cerâmica, os aparelhos ortodônticos fixos linguais (colocados na parte de trás dos dentes) e os alinhadores ortodônticos que são parecidos com as moldeiras utilizadas para clareamentos dentários.

 

O principal alinhador ortodôntico é chamado de Invisalign® e desenvolvido pela Align Technology (EUA) sendo totalmente transparente. Tem como principais vantages a estética transparente sendo praticamente imperceptível, a previsibilidade dos resultados ( utiliza-se tecnologia 3D para a obtenção de uma série de alinhadores personalizados, que preveem a movimentação dos dentes e o tempo de tratamento, a praticidade, pois os alinhadores são removíveis e o conforto. O sucesso deste tipo de tratamento depende da colaboração do paciente. Para conhecer melhor este sistema, visite o site www. invisalign.com.br

Tratamentos

A restauração (ou obturação) dentária é a reconstrução de partes do dente, onde são utilizados diversos tipos de materiais tais como a resina e a porcelana. Este tipo de procedimento é importante para eliminar a cárie, evitar a dor de dente e recuperar a sua forma original, melhorando a sua aparência. 

Basicamente, o tratamento consiste na remoção do tecido cariado, com instrumento de alta rotação (o temido e barulhento motorzinho”), podendo ou não haver a necessidade de anestesia local, e a restauração da cavidade com o material escolhido. Por fim, o dente será polido dando o acabamento final.

O não tratamento da cárie pode levar ao progressivo comprometimento dos tecidos dentários o que pode provocar dores mais intensas, necessidade de tratamento endodôntico (canal) e em casos mais graves, a perda do dente.

Atualmente, com a melhoria dos materiais restauradores, praticamente não mais utilizamos, em pacientes adultos, as restaurações em amalgamas (prateadas). Mesmo nos dentes posteriores, as resinas compostas podem ser utilizadas com segurança dando ao dente uma melhor estética. Em alguns casos, quando há necessidade de restaurar grandes estruturas dentárias, a opção recai sobre restaurações de porcelana, também estética e com uma resistência muito similar ao dente.

Lentes de contato dental são finas lâminas de porcelana coladas sobre os dentes. Através deste tratamento, podem ser corrigidos forma, tamanho e até o posicionamento de um ou mais dentes.

Com fotografias e moldes, o dentista irá planejar o modelo ideal das lentes. Após o planejamento e a aprovação do paciente, o protético irá  produzir as lentes de contato de cada um dos dentes, usando técnicas modernas como impressão 3D e materiais resistentes como o dissilicato de lítio. É importante salientar que nesta técnica não há necessidade de fazer desgaste do esmalte dentário, ao contrario das facetas. Porém, devido a este detalhe, as possibilidades terapêuticas também são um pouco limitadas se comparados ao tratamento com as facetas.

 Há algumas contra-indicações para quem tem hábitos para-funcioanis tais como bruxismo ou apertamento dentário.

Apesar destas desvantagens, o resultado estético é surpreendente, melhorando muito a estética do sorriso e a qualidade de vida daqueles que optam por esta terapêutica.

A extração dentária, também conhecida como exodontia, é a remoção do elemento dentário (dente). Várias situações clínicas necessitam da remoção cirúrgica de um dente:

Dentes incluso, semi incluso ou impactados: são aqueles dentes que não conseguem irromper (nascer) por algum motivo, não atingindo sua posição na arcada dentária dentro do tempo esperado.

Dentes para correção ortodôntica: em algumas situações, a remoção de alguns dentes podem ser necessária para a normalização da oclusão. Normalmente os dentes de eleição são os pré-molares porém molares e incisivos também podem ser selecionados.   

Todas as exodontias são um desafio para o cirurgião-dentista, requerendo habilidades específicas para cada caso.

Antes de extrair um dente, o dentista fará uma anamnese (questionário) do seu estado geral de saúde  e solicitará as radiografias necessárias. Com base nessas informações, o cirurgião irá avaliar o grau de dificuldade da cirurgia e decidirá a melhor forma de remoção do dente. Na maioria dos casos, poderá haver a necessidade e prescrição de alguns medicamentos.

A cirurgia ortognática é um tipo de cirurgia que auxilia o ortodontista na correção das desarmonias esqueléticas envolvendo alguns ossos do crânio. Algumas maloclusões têm natureza genética envolvendo os ossos da maxilla e/ou da mandibula e, dependendo da sua magnitude, somente poderá ser corrigida com o auxílio desta especialidade.

Antes da realização da cirurgia ortognática, o paciente deverá passer por um tratamento ortodôntico prévio.

Este tipo de cirurgia é realizado em ambiente hospitalar com anestesia geral, por um dentista (cirurgião buco-maxilofacial).

A cirurgia é realizada totalmente por dentro da boca, não deixando cicatriz no rosto e, dependendo do tamanho da cirurgia e da recuperação da anestesia, a alta hospitalar é dada ao paciente na manhã do dia seguinte.

Esta correção poderá ser feita a partir do final do crescimento crânio-facial ( normalmente depois dos 18 anos), trazendo grandes benefícios como a melhora na estética facial, na relação entre os dentes, na respiração, fonação e digestão e em muitos casos, no relacionamento social. 

Com uma taxa de sucesso que varia de 96 a 98%, os implantes utilizados na odontologia restauram a função mastigatória com eficácia e conforto, assim como também a estética, devolvendo ao paciente segurança e a autoestima. Atualmente, são feitos de ligas em Titânio; material este que não causa rejeição por parte do organismo do  paciente por ser bioinerte.

 

Na Aortho contamos com tecnologias que nos permitem encurtar muito o tempo de tratamento, muitas vezes com a colocação imediata das coroas dentárias. Com certeza, a odontologia moderna, baseada em evidências científicas, faz com que nós, cirurgiões-dentistas, consigamos chegar bem perto de resultados estéticos-funcionais muito satisfatórios, onde a chave do sucesso é um correto diagnóstico aliado ao conhecimento.

Sem o recurso da utilização dos implantes, muitos casos teriam suas resoluções complicadas e seus prognósticos insatisfatórios. Além disso, a associação entre a implantodontia e a ortodontia traz inúmeros benefícios ao paciente. 

1) Em consultório: normalmente são necessários duas ou três sessões por meio do uso de um gel clareador à base de peróxido de hidrogênio (35%), podendo ser ativados ou não por Laser ou Led.

2) Caseiro:  é feito através do uso diário de uma moldeira onde o paciente coloca um gel clareador à base de peróxido de carbamida (nas concentrações de 10, 15 ou 20%), por um periodo médio de 3 semanas, dependendo da cor inicial dos dentes.

3) Associação das duas técnicas anteriores, com uma sessão em consultório e mais 7 a 10 dias utilizando-se a moleira.

O clareamento deve ser feito sob a supervisão de um profissional especializado e o medo de que haja enfraquecimento dos dentes é um mito. Diversos artigos científicos comprovam sua segurança.

Alguns cuidados devem ser realizados durante o tratamento tais como evitar comidas e bebidas que contenham corantes, evitar sucos de frutas cítricas, não tomar café e nem fumar, entre outros. 

Como efeito colateral dos clareadores, alguns pacientes relatam um aumento de sensibilidade que pode ser controlado com algumas condutas clínicas. É também importante salientar que a durabilidade do clareamento dentário depende dos hábitos alimentares de cada um, da higiene bucal diária e de visitas regulares ao dentista.

Assim sendo, o clareamento dentário tem, na maioria das vezes, um excelente resultado estético podendo ser realizado por todos aqueles que gostam de ter um belo sorriso.

O clareamento dentário pode ser feito por qualquer pessoa acima de 15 anos, mesmo por aqueles que possuam  dentes com restaurações. O clareamento, entretanto, não irá clarear estas restaurações, sendo necessário que as mesmas sejam substituídas após o tratamento. As únicas contra-indicações para o clareamento são para gestantes e pacientes com doenças gengivais ou outra patologia bucal.   


Há 3 formas de se realizar o clareamento dentário:
 

Rua Dr. Nelson de Sá Earp, 95 - Sala 109
Centro, Petrópolis - RJ 25680,195

(24) 2244-9192

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social

©2018 - Todos os direitos reservados.